Covid-19: Como as redes sociais estão lidando com a Fake News

Quem nunca recebeu uma notícia pelo whatsapp, ou viu algum post no Facebook, Instagram, ou outras redes sociais, e após acreditar e compartilhar a informação, descobriu que era falsa? Essas informações são chamadas popularmente de Fake News, e mesmo diante de uma pandemia, elas continuam circulando pelos celulares de milhares de brasileiros.

No post de hoje, vamos falar mais sobre a Fake News e como as redes sociais estão lidando com este tema, durante este período. Acompanhe a seguir!

As estratégias das redes sociais

Nos últimos meses, as Fake News relacionadas à Covid-19, se espalharam com facilidade nas plataformas digitais, inclusive na mesma velocidade que o próprio vírus. Desde que o primeiro caso de Coronavírus foi confirmado na China, no fim de 2019, as notícias falsas não pararam mais.

Foram espalhados todos os tipos de boatos e especulações, indo desde afirmações ofensivas, até mensagens que chegam a causar pânico na população, como essas de que lojas e mercados estão sendo saqueados.

Todas essas informações podem ser muito perigosas e colocar as pessoas em risco, principalmente aquelas que falam sobre remédios caseiros e tratamentos, sem comprovação médica.

Pensando nisso, redes sociais como Twitter e Facebook, e a fonte de comunicação principal, o Whatsapp, estão adotando medidas para evitar que essas falsas notícias sejam espalhadas ainda mais.

Twitter mudará seus termos de uso 

O Twitter já anunciou uma série de alterações em suas regras de moderação, para que as mensagens falsas sejam removidas. Entre os critérios de remoção automática, está a negação de recomendações das autoridades de saúde, manipulação de dados, fatos científicos, entre outros.

Facebook investirá em jornalismo

A rede social Facebook realizou um investimento de US$ 1 milhão, para ajudar a Rede Internacional de Verificação de Fatos a aumentar a capacidade de checar as informações falsas durante a crise, além de implantar algoritmos para que essas informações sensacionalistas, como pessoas oferecendo tratamento sem comprovação, possam ser encontradas.

Informações direcionadas no Instagram

O Instagram, controlado pelo Facebook, também adotou suas medidas. Os usuários que buscarem por ‘coronavírus’, receberão uma opção para buscar informações atualizadas, que venham de sites oficiais ou autoridades no assunto. Além de utilizar um algoritmo para identificar e rastrear hashtags, utilizadas com frequência nos posts e stories.

Whatsapp educando seus usuários

Por conter mensagens privadas, o app apresenta dificuldade de monitoramento, e para balancear o volume das Fake News que circulam, está sendo testada uma nova funcionalidade, que permitirá que alguns usuários, ao clicar apenas em um botão, façam uma pesquisa pela internet para checar se é a informação é falsa.

Agora que você já sabe quais são as medidas tomadas pelas redes sociais para combater a Fake News, em meio à pandemia, fiquem atentos! Não acreditem em tudo o que leem.

Gostou do post? Deixe o seu comentário abaixo.

melhore-sua-autoridade-na-internet-para-medicos
Web Hosting
analise-gratuida-de-marketing-digital

Entre em Contato

× Fale conosco